Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2018

Há 26 Anos Estreava PERIGOSAS PERUAS #40

Imagem
Escrita por Carlos Lombardi, com colaboração de Maurício Arruda, supervisão de texto de Lauro César Muniz e direção geral de Roberto Talma, Perigosas Peruas estreou no horário das sete, em 10 de Fevereiro de 1992, completando hoje 26 anos de seu primeiro capítulo.


Ambientada em São Paulo, Perigosas Peruas conta a história das amigas Cidinha (Vera Fischer) e Leda (Sílvia Pfeifer). As duas nasceram no mesmo dia, cresceram juntas, estudaram no mesmo colégio e na mesma universidade. Mas cada uma seguiu um caminho: Cidinha se dedica à casa e à família e jamais trabalhou fora; Leda investe na carreira jornalística e tem aversão a casamento e filhos. Mesmo satisfeita com suas escolhas, uma sente inveja do estilo de vida da outra.


O elo entre as duas é Belo (Mário Gomes). Ele é casado com Cidinha, que engravidou na mesma época que a amiga, ainda na faculdade. O que Cidinha não sabe é que Leda também esperava um bebê de Belo. As duas dão à luz no mesmo dia, no mesmo hospital. A filha de Cidin…

Especial PORTO DOS MILAGRES, 17 Anos de Estreia #39

Imagem
No dia 5 de Fevereiro de 2001 estreava na Globo a novela das oito Porto dos Milagres, de Aguinaldo Silva e Ricardo Linhares, com colaboração de Nelson Nadotti, Filipe Miguez, Glória Barreto, Francisco Vieira e Maria Elisa Berredo, sob a direção de Luciano Sabino e Fabrício Mamberti, geral de Roberto Naar e núcleo de Marcos Paulo.


Porto dos Milagres foi uma livre adaptação de Mar Morto e A Descoberta da América Pelos Turcos, obras do escritor baiano Jorge Amado, e sustentava-se em uma trama política que contrapunha o simplório pescador Guma (Marcos Palmeira), um representante do povo, ao poder exercido pelo inescrupuloso Félix Guerreiro (Antônio Fagundes) e sua ambiciosa mulher, Adma (Cássia Kiss). A história contemporânea transcorre na fictícia cidade de Porto dos Milagres, localizada na região do Recôncavo Baiano e formada por duas classes sociais distintas: a burguesia porto-milagrense com suas famílias tradicionais, instaladas na parte alta da cidade, e os moradores pobres do cais …